sexta-feira, 27 de abril de 2012

Meu TT - uma homenagem ao neném mais lindo dos EUA.

Antes de começar quero dizer de que apesar de ainda usar TT aqui no blog, eu só chamei ele assim poucas vezes lá nos EUA. ahahah. Nao 'pegou', sabe? 
Bom, durante meu ano eu só escrevi um texto para o Alistair, só um , e está aqui pra quem quiser ler: 


''Parece que foi outro dia, A. Que te peguei no colo, bem juntinho. Era inverno, fazia um frio horroroso.De cara voce chorou e eu pensei: ja era, nao gostou de mim. Mas ai os dias foram passando e passando e uma manha voce nao chorou mais. Parece que foi ontem que voce tomava mamadeira, mais de cinco por dia, e cada uma voce levava meia hora pra terminar. Os dias passavam tao devagarzinho, so com a gente se olhando, eu cantando baixinho , sussurando shhh ou te fazendo dar sorrisos banguelas. Parece que foi em outra vida que depois da mamadeira voce ficava no meu colo, eu batendo no seu bumbum compassadamente ate voce domir. Voce dormindo parece um anjinho, o mundo ate para , A.Hoje de manha eu te olhei, e voce andando por ai me fez comecar a pensar em tudo que vou lembrar de voce, tudo desse seu primeiro ano e das suas primeiras descobertas. Seus primeiros andares de gatinho, seus primeiros passinhos, suas primeiras palavras.Voce esta tao crescido agora, A.Sempre me fazendo rir, sempre curioso,sempre me fazendo mais paciente , mais gentil, sempre me fazendo perceber o quanto a vida e' importante e maravilhosa. Hoje de tarde me bateu uma tristeza, quando eu me dei conta do quanto a gente ja passou agarradinhos e que nao vai mais ser assim daqui a dois meses. E ai como adivinhando o meu pensamento , voce pediu colo pra tomar o leite . E depois de beber tudo nao se mexeu , como em geral faz. So ficou ali, me olhando, e eu te olhando. E quando comecei a sussurar shhh voce fechou seus olhinhos e dormiu. E ali nos meus bracos voce era so um nenem de novo. Quem sabe foi o seu jeito de me mostrar que mesmo quando ja esta crescido, mesmo quando o tempo passar , voce vai ser pra sempre o meu nenem, meu monkey , meu A. Te amo muito.''

O amor que eu tenho pelo Alistair é lindo , é único e é infinito. 
Qual foi a pior coisa que eu vivi no meu ano de Au Pair? Ter que dizer adeus. Ter que voltar pro Brasil , entrar na fila do aeroporto e deixar ele lá, me mandando beijos e me olhando com uma carinha confusa de quem nao entende o que esta acontecendo. Saber que todas essas memórias que eu tenho ele nao vai lembrar.
O Alistair significou tanto pra mim que é difícil colocar em palavras. Ele foi meu 'buddy', meu 'valentine', meu irmao, meu filho. A gente foi aprendendo junto, crescendo junto. Fui eu que ensinei truques , fui eu que levei no parquinho, fui eu que o vi engatinhar , fazer careta , andar, falar, mandar beijo, dançar... Por um ano ele foi meu de certo modo, e eu fui dele. 
E eu quero tanto, tanto que ele saiba quem eu sou. Quero que quando ele entenda essas relaçoes de quem te gosta e quem te cuida , ele saiba e possa dizer: eu tenho a Maira e ela sempre vai estar aí pra mim , torcendo por mim , rezando pela minha felicidade - onde quer eu esteja. 
Desde que eu voltei pro Brasil a gente tem se falado por skype. Em geral uma ou duas vezes por semana.Uma vez por semana é certeza porque eu e a Amanda gostamos de conversar também, aí sao dois coelhinhos com uma cajadada só. A segunda vez da semana acontece se meus hosts estao em casa e podem falar, ou quando a Granny pode falar.
No começo ele achava muito estranho, ficava confuso, mas hoje , depois de 4 meses ele ouve o som do skype de ligaçao e comeca a gritar e rir dizendo: Iya, Iya !! Ele me olha e ri, ri , aquela risada cristalina gostosa. 
Ele agora anda falando tudo!  Ele sabe falar 'Brasil', 'Rio' , 'Best Au Pairs'(essa eu e a Amanda - a au pair atual - ensinamos.) 

Pra homenagea-lo eu fiz um vídeo com vários momentos dele: 


Deixo um beijo enormeeee e algumas das fotos das nossas várias conversas: 










Um comentário:

  1. Que post mais fofo... deve ter sido horrível a sensação de vir embora... quando voltei de NY já foi péssimo... imagino você, que passou um ano com esse anjinho... uma sensação de impotência né, mas um dia isso ia acontecer... espero de coração que você consiga ir MUUUUITAS vezes visitar sua família, pois eles são sua família... assim o TT NUNCA vai esquecer de você... boa sorte com tudo! Acompanhei sua saga desde o começo e espero que ainda tenham muuuitas coisas para compartilhar! Beijos!

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget