quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Volta aos EUA, visita a minha família (HF) !!!

Olá, olá!!!

Outubro foi um mês muito especial porque pude voltar pros EUA e rever minha cidade, meu cantinho, meu lar, minha host family.
Além de viajar mais um pouco por lá e conhecer dois estados novos: Vermont e New Hampshire.

Estou preparando um post muito especial contando TUDO e todos os detalhes da viagem.

Mas enquanto preparo esse outro grandão, deixo com vocês um vídeo que fiz com momentos meus e do TT dessa visita.
E ah, ele lembrou de mim!
Com tantos skypes, eu sabia que ele ia me reconhecer - saber quem eu sou. Mas ele na verdade lembra de mim. Óbvio que ele não lembra de momentos ou coisas que eu disse. Mas ele lembra de mim, da essencia de mim, sei lá. A gente não perdeu essa ligação, esse laço tão nosso, tão único. Desde o primeiro dia, do dia em que eu cheguei, na primeira hora da gente brincando ele me abraçava, pedia colo, dava mão pra mim.
Ele sabe que eu morava na casa de Pembroke e falou de mim na casa antiga, do meu quarto, da "Eya playing on the front yard in Pembroke."
Aagora eles se mudaram pra outra cidade chamada Hingham e ele também diz que Hingham é onde eu moro, hahaha.).
E muito engraçado e fofo, na primeira semana que eu tava lá tinha horas em que ele parava TUDO que tava fazendo, olhava pra mim e falava: "Eya, you're here. Hello Eya!!"

Nessa foto estão duas coisas que me fazem 100% realizada: minha coruja e Alistair. 
Minha tatuagem representa tudo pra mim e é extremamente especial. Eu fiz algum tempo depois de ter voltado ao Brasil - Ela tem uma pena pintada na asa direita(esquerda olhando pra ela), e essa pena representa o Alistair, representa meu ano como au pair, meu ano de felicidade. Nada mais justo do que ter minha pena pintada e meu peninha-menino juntos comigo. :)



Ele é a criança mais linda do mundo. Tudo por ele, pela felicidade dele, de verdade.

Bom, vídeo a seguir, espero que gostem!!! :)





Cheiros e beijos,
Maira (Eya) e Alistair (TT).


terça-feira, 16 de outubro de 2012

Olá, amor. Que bom voltar pra você e poder te ver.

E aí que entrei num avião, e aí que senti a alma suspirar, e aí que meu coração começou a bater mais forte.
E aí que aterrissei em Boston e não pude conter sorrisos e mais sorrisos.
E aí que senti o cheiro da cidade, e aí que entrei no metrô e aí eu saltei e vi o parque lindo na minha frente.
E aí que abraçei o Whit e a gente almoçou japonês, e aí que abraçei a Anne e ela me levou pra ver o Alistair.

E aí que eu vi o Alistair.
E aí que o mundo parou.

O mundo parou e tudo que eu pude fazer foi olhar pra ele. Que grande, que lindo, que saudável, que crescido. Meu neném, meu menino, meu coisa linda, minha alegria.
30 segundos, um minuto, 1 hora, 60 dias - de verdade, não sei por quanto tempo a gente ficou se olhando.
Acho que o que estava passando pela cabeça dele é o que estava passando pela minha:
É verdade isso? É um sonho ou é real? Você está aqui, tão pertinho de mim, tão na minha frente que eu posso te tocar. É possível, não acredito!
E aí eu finalmente tive forças e falei: Hello, sweetie, Hello Alistair.
E ele com uma vozinha ainda descrente falou bem baixinho: Hi Iya.
E aí a gente ficou nisso: Hello Alistair, hello Iya.
Até que eu e ele tivemos certeza de que sim, somos reais e e de fato estamos na frente um do outro.
E aí eu puxei ele pra um abraço, senti o cheirinho de nuca de bebê que ele ainda tem, fechei meus olhos só por um instante.
Alguém sabe o que é ternura? Aquele abraço depois de tanto tempo foi um momento completo de ternura, de alma sorrindo, de realização, de alegria.
E tem sido assim desde então, eu feliz.
7 dias dos 20 já passaram (voaram!) e eu hoje parto pra 9 dias de aventura em Burlington,VT, NYC e pela primeira vez vou experimentar couch surfing em Boston, por duas noites.
É isso, estou feliz e com certeza isso aqui continua sendo meu lar e o lugar onde meu coração se torna leve e profundamente contente.

Um milhão de beijocas!!!!


Maira.




sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Ei Boston, te vejo em três dias!


Coração a mil, riso solto durante o dia. Batimento acelerado, malas abertas, seguro comprado. Falta alguma coisa?
Vida lá, vida aqui.Vou levando, aproveitando. Os amigos? Sempre juntos. Faculdade de volta, tenho que estudar ... Mas gente, outubro chegou! Pronto, minha cabeça já está lá!
Outubro rima com viagem, que rima com vontade, que rima com alegria. Alegria rima com Alistair, que rima com Boston. Outubro rima com Boston! Sábado, Domingo, Segunda entro no avião. E terça eu chego. Poltrona na janela, tinha que ser. Falta tão pouco, é tudo que eu consigo pensar. Ai ai, já estava mesmo na hora de voltar.


Segue a foto de Alistair e eu no skype - quando eu pergunto: "você sabe quem está indo te visitar?" Ele responde sorrindo e bem alto: Iyaaaa !
No final dessa sessão eu finalmente pude dizer pra ele: bye, sweetheart, I love you and I'll see you next week, for real!






Próximo post dos EUA! Meu coração mal aguenta de vontade de ver meus hostos e meu Alistair!
Um beijo ENORME em todos e todas!

Maira.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

4 semanas!!

Olá bonequinhas!! :D
Quatro semanas, quatro! Até entrar num avião pros EUA. Dessa vez rumo ao que é conhecido, amado e querido.
Hoje skypeei com o Alistair. Eu e Amanda estavamos cantando 'Happy Birthday To you' pra ele, e aí eu falei que eu iria estar lá pro aniversário dele em outubro.

Aí ele começou a mandar um monte de beijo e falou:

Iya, I love you! Iya, you are coming home!

E é verdade, estou indo pra casa(lar). Não sei se alguém lembra do texto que eu escrevi sobre a volta pro Brasil e sobre como lá continua sendo minha casa, meu lar do mesmo jeito que o Brasil ( http://mairaupair.blogspot.com.br/2012/04/volta-pro-brasil-o-primeiro-mes.html ).
O Alistair é minha alegria, eu estou tão feliz que vou poder ve-lo esse ano ainda, estou tão feliz porque ele lembra de mim. Vou agarrar, beijar e apertar muito aquela bochecha gostooosa e gigante!

Faltam só quatro semanas!

Claro que só porque eu marquei a viagem a greve acabou - vou ter 3 semanas de aula e aí é meu vôo, então espero que eu consiga terminar minhas matérias e fazer provas e apresentar seminários a tempo - torçam por mim!!!! Não vou cancelar a viagem de maneira nenhuma, então só estou contando com a sorte mesmo - vamos ver... Bom, vocês sabem que eu acredito em destino, então vai acontecer o que tiver que acontecer e é isso aí!
Já tenho um milhão de planos e estou super animada - falei pra uma amiga minha que não estou tão empolgada assim com uma viagem desde o match AHHAAHAHAH!! ;)

Um beijo enorme pra todo mundo!!

Maira.




domingo, 5 de agosto de 2012

Já podem se preparar que em outubro voltarei!

Olá meninas!

É com muito muito prazer e felicidade que venho aqui contar pra vocês que vou pra Massachusetts em outubro visitar minha host family e viajar um pouco também.

Vão ser três semanas lindas!

De verdade, a emoção e a alegria que eu senti quando a confirmação do vôo veio pra minha caixa de entrada do e-mail foi algo incomparável. Eu estou nas nuvens , faltam só dois meses!!

Finalmente vou matar a saudade (que é tão grande, não tem nem como explicar) sem ser só por skype! Vou poder abraçar e apertar e beijar mil beijocas na bochecha do menino mais adorável do mundo todo. Vou poder rir com meus hostos e contar da vida. E com muita sorte também vou poder ver alguns amigos que não vejo faz um tempão!
E Boston, ah minha Boston linda, que paixão, que saudade de tudo dessa cidade que sente tão longe e que sente tão minha.
E claro, vou poder comprar muuita peanut butter e beber bastante apple juice - e comer pão de graça nos restaurantes, e caminhar sem medo de ser assaltada e ver as folhas de outono e comprar maquiagem a 2 doláres... ARGH, vou parar. Que saudade. hahahah.

Um milhão de beijos pra todas! E se alguém estiver por Boston em outubro (ou quiser viajar por Maine, New Hampshire ou Vermont) por favor me avisem, hein?!! :D












quarta-feira, 25 de julho de 2012

Seis meses de Brasil!!!



Olá, bonequinhas!! :)




Minha vida aqui no Rio anda muito muito boa , de verdade. Tenho saído com os amigos, me divertido a vera.

Ainda sinto muita saudade de MA e especialmente do meu TT , mas a gente anda se falando por skype sempre e ele não esqueceu de mim!!

A Amanda (atual au pair deles) às vezes vem no meu facebook de manhã cedinho falar que o Alistair está apontando pro celular dela dizendo: 'Talk Iya , Talk Iya' (falar Maira, falar Maira). Ele agora anda falando tudo, as vezes no skype a gente canta, as vezes ele me conta que 'play at the house, play at the pool , play with toys', uma fofura.

Eu em geral esperaria um pouco mais - mas aconteceu tanta coisa boa que decidi fazer um vídeo com fotos/vídeos desses últimos tres meses. No final do vídeo tem a voz do Alistair falando: 'Bye , Love you!'




Se alguém quiser dar uma olhada:







Um resuminho de maio , junho e jullho:




Teve churrálcool, viajei pra MG com a faculdade, skypeei com a Joanna, fiz babysitting pro Morgan, trabalhei no Rio +20 , skypeei com o Alistair , fiz babysitting pra Davi e Maia, viajei de novo, fiz piquenique em SP, fui pro barzim beber 'breja' com Gabi, fui pro Clube de Campo SP e fiquei agarradinha com meu primo Felipe, fui pra SP capital e fiquei agarradinha com meu primo neném Teodoro, skypeei mais com Alistair e Amanda, fui a várias festas juninas, aprendi a andar de skate, fiz mais piquenique , ufa! :D




E agora estou planejando uma viagem de volta a MA pra outubro, mas não tem nada confirmado, vamos ver se rola - torçam por mim!!!! :D :D :D




Um milhão de beijos,




Maira










quinta-feira, 24 de maio de 2012

A Saga do Visto - dessa vez de Turista!

Olá, bonequinhas!
Nossa, tem muito tempo desde a minha última postagem, fiquei até com saudade de escrever.
O post de hoje vai ser sobre a segunda saga do visto , dessa vez não como au pair.
Tirei faz um mês , não aguentei esperar mais, sabe? Se acontecesse alguma coisa, um imprevisto ou simplismente um $ a mais que desse pra fazer uma visita aos EUA.
Eu não teria que me preocupar em se tenho o visto ou não, e nem ter correria pra arranjar.
O negócio é que eu tava morrendo de medo de ter o visto negado, por ter tantos vínculos por lá. Tenho família, tenho social security card, tenho a carteira de direção de MA , tenho host family.. Mas grazadeus deu TUDO certo!
Pedi o Visto B2 , de Turismo. E comicamente ou não, uma semana depois que fiz a entrevista e tive o visto concedido (por dez anos!!)  , o governo americano mudou todo o processo de obtenção do visto(até onde eu entendi).
Antes da entrevista eu preenchi todos os meus dados no ds-190. Lá coloquei sim o social security number e o número da minha carteira de habilitação de MA também.
Eu levei todos os docs que levei da última vez: histórico escolar, comprovante de banco, conta de luz, cópia dos docs dos meus pais e toda aquela papelada.
Que nem da outra vez, não me pediram nada.
O cara que me entrevistou estava com uma cara fechada pras pessoas que estavam na minha frente , mas comigo ele até sorriu.Ele me perguntou MUITA coisa, mas foi daquele jeito, rapidinho. Meu coração batendo forte, super nervosa. Entrevista toda em inglês, óbvio:
O que voce fez nos EUA? Fui Au Pair
Quanto tempo ficou? Um ano 
Onde morou? Massachusetts  
O que faz atualmente? Estudo Turismo 
Aonde? Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
O que seus pais fazem? Minha mae faz tal, meu pai faz tal.. 
Pra onde voce quer ir nos EUA? Massachusetts 
Quem iria pagar sua viagem? Eu mesma, ando fazendo bicos de baby sitter desde que cheguei e também meus pais, meus avós e meus tios me ajudariam. 
Voce tem família nos EUA? Sim, minha avó fez até listinha, bla bla bla ... 
Você vai visitar sua família lá? Não, quero ir pra visitar minha host family e rever o neném que eu cuidei. 
Ok, seu visto foi aprovado. (Iuuupiii!!!) Obrigada!

Aí foi isso.
Agora só tenho que me preocupar com isso de novo quando o Alistair tiver 11 anos, graçasadeus! ;)
Qualquer dúvida me perguntem!!

Maira.



sexta-feira, 27 de abril de 2012

Meu TT - uma homenagem ao neném mais lindo dos EUA.

Antes de começar quero dizer de que apesar de ainda usar TT aqui no blog, eu só chamei ele assim poucas vezes lá nos EUA. ahahah. Nao 'pegou', sabe? 
Bom, durante meu ano eu só escrevi um texto para o Alistair, só um , e está aqui pra quem quiser ler: 


''Parece que foi outro dia, A. Que te peguei no colo, bem juntinho. Era inverno, fazia um frio horroroso.De cara voce chorou e eu pensei: ja era, nao gostou de mim. Mas ai os dias foram passando e passando e uma manha voce nao chorou mais. Parece que foi ontem que voce tomava mamadeira, mais de cinco por dia, e cada uma voce levava meia hora pra terminar. Os dias passavam tao devagarzinho, so com a gente se olhando, eu cantando baixinho , sussurando shhh ou te fazendo dar sorrisos banguelas. Parece que foi em outra vida que depois da mamadeira voce ficava no meu colo, eu batendo no seu bumbum compassadamente ate voce domir. Voce dormindo parece um anjinho, o mundo ate para , A.Hoje de manha eu te olhei, e voce andando por ai me fez comecar a pensar em tudo que vou lembrar de voce, tudo desse seu primeiro ano e das suas primeiras descobertas. Seus primeiros andares de gatinho, seus primeiros passinhos, suas primeiras palavras.Voce esta tao crescido agora, A.Sempre me fazendo rir, sempre curioso,sempre me fazendo mais paciente , mais gentil, sempre me fazendo perceber o quanto a vida e' importante e maravilhosa. Hoje de tarde me bateu uma tristeza, quando eu me dei conta do quanto a gente ja passou agarradinhos e que nao vai mais ser assim daqui a dois meses. E ai como adivinhando o meu pensamento , voce pediu colo pra tomar o leite . E depois de beber tudo nao se mexeu , como em geral faz. So ficou ali, me olhando, e eu te olhando. E quando comecei a sussurar shhh voce fechou seus olhinhos e dormiu. E ali nos meus bracos voce era so um nenem de novo. Quem sabe foi o seu jeito de me mostrar que mesmo quando ja esta crescido, mesmo quando o tempo passar , voce vai ser pra sempre o meu nenem, meu monkey , meu A. Te amo muito.''

O amor que eu tenho pelo Alistair é lindo , é único e é infinito. 
Qual foi a pior coisa que eu vivi no meu ano de Au Pair? Ter que dizer adeus. Ter que voltar pro Brasil , entrar na fila do aeroporto e deixar ele lá, me mandando beijos e me olhando com uma carinha confusa de quem nao entende o que esta acontecendo. Saber que todas essas memórias que eu tenho ele nao vai lembrar.
O Alistair significou tanto pra mim que é difícil colocar em palavras. Ele foi meu 'buddy', meu 'valentine', meu irmao, meu filho. A gente foi aprendendo junto, crescendo junto. Fui eu que ensinei truques , fui eu que levei no parquinho, fui eu que o vi engatinhar , fazer careta , andar, falar, mandar beijo, dançar... Por um ano ele foi meu de certo modo, e eu fui dele. 
E eu quero tanto, tanto que ele saiba quem eu sou. Quero que quando ele entenda essas relaçoes de quem te gosta e quem te cuida , ele saiba e possa dizer: eu tenho a Maira e ela sempre vai estar aí pra mim , torcendo por mim , rezando pela minha felicidade - onde quer eu esteja. 
Desde que eu voltei pro Brasil a gente tem se falado por skype. Em geral uma ou duas vezes por semana.Uma vez por semana é certeza porque eu e a Amanda gostamos de conversar também, aí sao dois coelhinhos com uma cajadada só. A segunda vez da semana acontece se meus hosts estao em casa e podem falar, ou quando a Granny pode falar.
No começo ele achava muito estranho, ficava confuso, mas hoje , depois de 4 meses ele ouve o som do skype de ligaçao e comeca a gritar e rir dizendo: Iya, Iya !! Ele me olha e ri, ri , aquela risada cristalina gostosa. 
Ele agora anda falando tudo!  Ele sabe falar 'Brasil', 'Rio' , 'Best Au Pairs'(essa eu e a Amanda - a au pair atual - ensinamos.) 

Pra homenagea-lo eu fiz um vídeo com vários momentos dele: 


Deixo um beijo enormeeee e algumas das fotos das nossas várias conversas: 










terça-feira, 24 de abril de 2012

A volta pro Brasil - O primeiro mes.






Bom dia a todos! 
Vamos começar com alguns fatos? Voltar foi esquisito. Bom ou ruim? Isso variou a cada dia. A cada hora, as vezes. 
Ruim depois de skypear com minha host family e sentir falta. 
Bom depois de um açaí com minhas melhores amigas na praia. 
Mas que é esquisito, isso é. 


O Rio continua a mesma coisa de janeiro de 2011. Só que pareceu que nao. 
Fiz um texto depois de alguns dias de estar de volta e eis o que eu escrevi: 


'Escrevo para que eu nao esqueca. E se esquecer, ser capaz de reler e relembrar. O Rio de Janeiro é sujo. É tao sujo que entristece a alma. A sensacao de descer no Galeao, entrando naquelea nuvem de fumaça preta, vendo um rio tao poluido que conseguia ver lixo boiando e aquela camada de podridao por cima. Meu sorriso por estar de volta se desfez e eu pensei: como pode ser assim? Como a gente deixou o Rio se tornar isso? 
O Rio de Janeiro é sujo, é muito sujo. A praia continua linda, linda. A Zona Sul continua sendo aquele mundinho a parte. Mas a cidade em si, como conjunto, é feia. Aqui eu nao saio na rua tranquila, eu duvido de todo mundo que anda do meu lado, que senta do meu lado no onibus. O Rio me faz sentir muita insegurança. Como se toda vez que eu saísse de casa fosse uma missao! Tenho que pensar: o que vou levar? Em quantos bolsos vou dividir meu dinheiro? Que cópias de documentos tenho que levar? E se eu só tiver o original? Vou arriscar? 
Que pesadelo! Isso nao é vida, minha gente. É uma corrida onde todos me perseguem. 
Sou um poço de vergonha por viver assim, por ser daqui, as vezes. Só que ja estou me acostumando de novo, achando normal viver num lugar onde nao há puniçao, onde nao há justiça, onde só os fortes tem a vez. '' 




Isso eu escrevi em fevereiro.  


E agora eu já me acostumei completamente com a cidade de novo. 
Estou de volta ao Brasil faz um mês. Um mês!
Estou começando a entrar em uma rotina, começando a se acostumar com minha antiga vida , que é nova (entenderam?) , começando a acreditar que 2011 aconteceu (tá na hora, né?) e que 2012 também vai ser maravilhoso.
Às vezes eu acordo sentindo falta de Massachusetts. Sentindo falta do Alistair, sentindo falta de dizer um simples "Good Morning!" , sinto falta de dirigir. 
Às vezes eu só quero ir para minha casa. E, em seguida, deitada na minha cama na Tijuca ... humm,  na verdade não esta casa em particular. Onde fica minha casa??
Eu não li em algum lugar que o lar é onde seu coração está?
É bom estar de volta. É bom ver meus amigos e ir à praia e ter Rodízio de japonês, e ter aulas,  ir para a universidade e ouvir o meu nome do jeito que deveria ser dito. (Ma-Í-ra, hahahaah!)É bom ver todos os meus vizinhos e abraçar todo mundo. Eu adoro abraçar! Eu adoro Açaí e as cores do Carnaval e as montanhas do Rio e o céu azul.Choque cultural reverso é uma coisa estranha e difícil. Às vezes e só às vezes é muito quente, tem muito engarrafamento, os preços são super altos, argh! - Tudo é muito, especialmente quando estou sozinha. Então eu tento não ficar muito sozinha. 
Posso dizer que Pembroke será sempre a minha casa? Ah, sim, sempre. Porque eu juro que um pequeno pedaço do meu coração ainda está lá, abraçando e cantando canções de ninar para um Alistair muito pequeno e comendo queijo e tomando vinho com a Anne e com o Whit.Boston também sempre será minha casa, porque meu coração ainda permanece lá: no Quincy Market, ao lado da barraquinha de cookie (yummi), no cais do Charles River com três amigas idiotas com grandes sorrisos ou sentado sob uma árvore em um lindo e verde Public Garden.
Também pode ser em Rhode Island, entre as lagostas (sim, as vivas!). E olhando o mar no Clube de Vela em Portsmouth.
E aqui no Brasil também.
Um pequeno pedaço do meu coração sob o pôr do sol de Ipanema ou comendo um pedaço do pão de queijo especial da minha avó.
Esse meu coraçao sapeca. Me trazendo felicidade através das minhas memórias tão lindas! Trazendo-me felicidade em estar em casa novamente. Me fazendo feliz ao reunir mais e mais casas ao longo do caminho.Por enquanto vou manter o foco em me estabelecer e me divertir e esperar que a falta que vem com as memórias possam doer menos e menos todos os dias.
Amor , muito muito amor.
Maira.







Proximo post sobre vai ser sobre o TT , se preparem pra ter um ataque de fofura!!! ;) 

terça-feira, 17 de abril de 2012

Bye bye , Baby Sweetheart - O fim da minha saga como Au Pair.




Não acredito que enfim estamos aqui. Nao acredito que eu estou enfim colocando em palavras meus ultimos quatro dias em Massachusetts.
Cheguei da California bem cansada , no sábado dia quatro de fevereiro. O Whit foi me pegar no aeroporto e ele me disse: Bem vinda ao lar! (Welcome home).
Achei trágico e reconfortante ao mesmo tempo. Trágico por que só teria mais quatro dias nessa terrinha, mas reconfortante porque graças a boa sorte do destino posso chamar a casa deles de casa, de lar. Nós paramos pra almoçar , foi minha última vez no Panera Bread. A sopa deles é tao boa.
Cheguei em casa e estava morrendo de saudade do Alistair. Agora voce imagina o meu impasse , matar a saudade que duas semanas trouxeram pra logo ter que me despedir de novo. Amanda estava lá, fiquei contente porque ela e o TT estavam se dando bem.
A noite saímos pra jantar, só Anne, Whit e eu. Amanda ficou cuidando do TT e a gente foi.
Fomos no meu restaurante favorito, o Sushi Joy. Foi gostoso demais estar só com eles, a gente conversou , riu e comeu. A gente pediu um barco taaaao grande que nossa! E acabou que meu host tinha passado mal enquanto eu estava na California então ele nao estava com muito apetite , o que resultou em minha hosta e eu comendo o mundo de sashimi! No fim da noite pra finalizar tentamos entrar no carro errado (HAHAHAAHAH!) e minha hosta e eu com frio dando pulinhos pelo caminho pra aquecer foi impagável. Ah, foi tão bom!
Domingo veio e eu fui pra Boston, pra me despedir de duas amigas que foram fundamentais pro meu ano ser assim , inesquecivel: a Anna e a Joanna. Fui pra casa da Joanna , assistir ao Super Bowl , bater papo, dormir la. A Anna passou la pra bater papo tambem e a hora que ela teve que ir embora nao foi nada fácil. Olha, o aperto no peito é horrivel , começei a pensar em toda a trajetória , todos os momentos dessa doce e incrível aventura.
A sorte é que ela é do Brasil, então se tudo acontecer conforme o planejado ainda em 2012 a gente se ve.
Agora, no dia seguinte, ao me despedir da Joanna nao havia essa segurança então eu desabei.Entreguei minha cartinha de despedida pra ela e ela entregou uma pra mim. Sabe quando o coraçao chora? Meu coraçao estava todo chorando naquela manha de segunda feira e o caminho até a estaçao de metro perto da casa dela nunca foi tao longo e tao frio. Esperança e planos de se ver de novo a gente sempre tem, mas nós duas sabemos que a Polonia é muito longe do Brasil... ficamos com o Skype nesse meio tempo.
Da casa dela eu fui ao consulado Geral do Brasil em Boston , pra tirar meu 'Certificado de Residencia'. Com ele eu nao iria precisar declarar nada do que comprei durante meu ano quando voltasse pro Brasil. (Nao passei pela Alfandega , valeu a pena!!!)
Voltei pra casa de trem , minha última ida a South Station , minha última viagem de trem de Commuter Rail. Faltando tao pouco pra ir embora , tudo passa a ser 'o Último', tudo que voce faz acaba tendo um gosto meio amargo de despedida.
Cheguei em casa , arrumei mais um pouco das minhas roupas, minhas malas ja estavam quase prontas. Aí me aprontei, Amanda se aprontou, Patty chegou pra ficar com o Alistair e ai a gente saiu pra Boston, encontrar meus hostos pra assistir a dois jogos de Hockey Universitário.
Olha, eu e Amanda nos divertimos muito , muito. No caminho a gente foi conversando, batendo papo, comendo Pringles, falando de séries. É bizarro como a gente se parece em alguns aspectos.
O primeiro jogo foi bem bom e a gente jantou por lá: cachorro quente americano, yum! Antes do segundo jogo comecar meus hostos foram pra casa e nós duas ficamos lá , torcendo e conversando mais.
A volta pra casa foi hilária , nós duas já meio com sono, cantando Glee a plenos pulmoes no metro e no carro. Ai como Au Pair se diverte! Tenho certeza que foi nesse dia que a gente finalmente se tornou amiga.
Terça feira veio com sabor de último dia em MA. 'Amanha a noite eu vou estar num avião, voltando. '
Acordei cedo e tirei o dia com o Alistair. Saímos pra almoçar com a avó dele, a Patty, mae do meu hosto. Ai, minha granny.Ela é uma pessoa incrível, divertida, cheia de vida, que saudade que eu vou ter! Depois que ela foi embora eu e Alistair fomos pra Derby Street , tomar Pinkberry é Frozen Iogurt e encontrar com a Sue e o filho dela Zander , que a gente conheceu na aula de bebes e que era nosso companheiro de aventuras.
Na volta de carro eu conversei com o Alistair , provavel que ele nao tenha entendido nada, mas só por via das dúvidas eu expliquei que aquele era meu último dia com ele, que amanha eu ia embora, que Í'll have to say bye bye to you, Sweetie'. Que a Amanda e a Mama e o Dada iam tomar conta dele e que eu amava ele muito, muito, que ele me fez muito feliz. Chegamos em casa e coloquei ele pra tirar uma nap , saí do quarto dele chorando. Mas sequei as lagrimas logo porque tinha que terminar de preparar o vídeo surpresa pros meus hostos!
A Amanda nao ia estar em casa a noite, entao quando meus hostos chegaram eu coloquei pra eles verem - é basicamente eu falando, agradecendo, cantando (pois é) e algumas fotos! Acho que eles gostaram! A gente jantou depois ( tá vendo, meu útimo jantar em MA...hahahahaha!).
Terminei de arrumar todas as minhas malas , assisti tv com meus hosts, chorei no sofá e depois dessa eu estava em frangalhos, fui dormir.
Quarta veio e eu já acordei chorando. Nem lembro direito o que eu fiz ou o que eu nao fiz. Lembro que dei uma volta de carrinho com o Alistair de manha e dei uma última boa olhada na 'minha' casa. Meus hostos nao foram trabalhar pra poder me levar no aeroporto a tarde. Coloquei minhas malas la em baixo, perto da porta , tomei suco de maça que eu gosto tanto , olhei pro Alistair e foi aí que comecei a chorar. Não acredito que acabou, que o Alistair tem outra AuPair agora, que PUF , a bolha do sonho encantado estourou.
Meu ano como Au Pair foi muito bom. Foi extraordinario. As oportunidades que eu tive, os amigos que fiz , a família que tive oportunidade de conhecer e fazer parte , tudo que fez parte desses incríveis 13 meses.
Ao sair pela porta eu deixei pra tras um 2011 que foi tudo pra mim. Pra mim e pra todos que acompanharam meu blog desde o comeco.
A ida até o aeroporto foi tensa. Promessas de voltar, promessas deles irem me visitar ... e a dor aumentando. Vi Boston tao linda na minha frente e me despedi.
Depois do check in eu só tinha que entrar no portao de embarque e aí era isso. Chorei , abracei meu hosto bem forte. Chorei mais, abracei minha hosta bem forte tambem. E entao peguei Alistair no colo. Ele nao estava nada feliz com aquela choradeira toda e queria correr pelo aeroporto. Ai, tao precioso, tao cheio de vida.
Aí, que patético, estou chorando de novo. É que tem certo valor simbólico recontar isso, sabe?
Entrei na fila pra segurança e andei olhando pra trás. Olhei os tres ali juntinhos , o Alistair acenando tcháu. E antes de entrar na salinha que me impedia de ve-los mais eu disse um último : bye bye,Baby. E aí virei de costas e só me resta a lembrança.
Eu ainda nao entendo como eu tive forcas pra passar pela segurança, pra andar até o meu portão. Mas no momento em que sentei pra esperar meu voo eu comecei a chorar tanto, minha alma estava tao triste que eu sentia vontade de vomitar. E como se o céu estivesse compartilhando da minha dor, começou a nevar, voces acreditam? Vinte minutos de doces floquinhos brancos caindo do lado de fora do aeroporto, eu vendo tudo pelas grandes janelas transparentes. Conforme a neve foi parando de cair, eu fui parando de chorar.

Agradeço por voces sempre estarem aqui e compartilharem minha história! Agradeco, a Deus, ao destino, ao que for... Tenho esperança e fé de que minha vida continue sendo maravilhosa e que eu possa valoriza-la todos os dias!
É isso, acabou minha saga de Au Pair. Claro que nao de todo, porque uma vez Au Pair , sempre Au Pair. ;)
Próximo post, minha volta ao Brasil.
Um beijo ENORME!

Vídeo final de Au Pair:

quinta-feira, 5 de abril de 2012

California Road Trip! Janeiro - Parte 3



Ola , bonequinhas!!!
No ultimo post eu contei sobre a primeira semana da minha road trip (que durou 2 semanas).
Como voces leram (ou nao, ahhaaha) , foram muuuitas aventuras! Parei de escrever quando estavamos indo embora de Santa Monica, em direçao a Palos Verdes.
Bom, voltando a história ,fomos a Palos Verdes porque achamos num site todas as dicas de onde ir pra visitar os sets de The O.C e lá foi o casamento da Julie e do Caleb. É uma igreja fantástica e diferente: toooda de vidro, com árvores e jardins em volta, em cima de um penhasco que tem vista pro oceano. É muito, muito bonito.
Aí ja que estava perto, demos um pulo em Redondo Beach , que foi onde eles filmaram o Pier que aparece na série. Nós comemos no mesmo lugar que Ryan , Marissa , Seth e Summer comeram, sentamos no mesmo lugar que eles sentaram, andamos no mesmo lugar que eles andaram. Nos ate visitamos o Bait Shop (aquele lugar que eles fazem os shows na série!!!)
Depois de ter visto tudo isso, tanto Clarice quanto eu estavamos realizadas , felizes, leves com a vida. Mas o que não estava leve era meu pé, coitado, já pedindo arrego - entao fiquei mais contente ainda quando finalmente chegamos em Irvine, onde é a casa dos tios da Clarice, com quem iamos ficar por cinco dias.
Nessa primeira noite com eles a gente foi ate uma encosta no final de Newport pra assistir o Por do Sol. Foi ali que eu entendi porque chamam a California de Golden State, porque pelo amor de Deus, o que foi aquele céu, completamente laranja? Foi um dos pores do sol mais bonitos da minha vida. Aquele dia foi um dos dias mais bonitos da minha vida.
No dia seguinte ... se preparem.... Newport, Bitch!
Ficamos encantadas com a clareza da água e com a vista maravilhosa que só Newport Beach sabe ter. Aaai Orange County, como eu sempre quis te conhecer, que dia maravilhoso!!
Os tios da Clarice que nos levaram pra esses passeios todos esse dia. Fomos almoçar num restaurante árabe maaaaaaravilhoso que dá agua na boca só de lembrar.
Depois fomos pra L.A (!!!!!) e vimos o 'Hollywood Sign', tiramos fotos com os caras fantasiados, pisamos na calcada da fama, vimos Beverly Hills. Foi como estar sonhando, um sonho lindo.
Depois de L.A fomos pra Santa Monica de novo, pra ver o espetáculo mais espetacular que eu já vi na vida: Cirque du Soleil , OVO.
Tinhamos comprado os ingressos antes de ir e estávamos aguardando ansiosissimas como ia ser - olha, nao deixou a desejar nao! Sabe tudo que as pessoas falam de maravilhoso? Pois é verdade!
No final do circo voltamos pra Irvine e depois de tanto agito dormi que nem uma pedra.
No dia seguinte o tio da Clarice levou a gente pra passear , oba! Fomos a Laguna Beach e putz, que lugar liiiindo! No caminho passeamos pela costa de Newport , de carro. O céu, azul, o mar calmo e brilhando. As casas enormes só tirando onda com a minha cara e o vento soprando lindo no meu rosto , que sensaçao!!
Esse dia foi bem tranquilo, depois do passeio voltamos pra casa e ficamos quietinhas. A noite saímos pra jantar , fomos num shopping la perto muito bom.. Comprei uma lente nova pra minha camera, obaaa!!! :D Essa lente na verdade foi como se tivesse sido presente dos meus hostos, porque eles me deram $$$ de bonus de fim de ano. Eles ficaram muito contentes por mim! :) Depois do shopping ficamos quietinhas em casa , pra descansar por que no dia seguinte......Disneyland!!!! Yay!
Mal acreditei, outro sonho se realizando. Claro que não é a 'verdadeira', e nem de perto tao grande quanto a da Florida, mas foi maravilhoso! Vimos o castelo e os personagens e a casa do Tarzan foi incrivel!
Nós na verdade fomos nos dois parques, no Disneyland e no California Adventure. Eu nao sou de Montanha-Russa, mas fui em TODAS que tinham la! Looping? Eu fui. Elevador que despenca? Eu fui. Montanha Russa que parece que uma bola de ferro vai tirar sua cabeça? Eu fui! Casa mal assombrada? Eu fui. Me superei em todos os sentidos nesse dia. Um brinquedo inesquecivel e maravilhoso se alguem for la , nao dá medo nenhum mas vai fazer voce ficar nas nuvens de verdade: Soarin' over California - É FANTASTICO! Nao vou falar mais nada , voces tem que ir la conhecer ! (ou colocar no google/youtube tb serve, hahahaah)
Daí no dia seguinte acordamos tarde, mas fomos passear. Resolvemos voltar a Laguna Beach e andar pela praia, pegar um sol (o unico dia que fizemos isso). Andamos e andamos , subimos numas rochas a beira da praia , foi muito gostoso. Depois disso fizemos o ultimo programa da nossa lista de The O.C: fomos comer no In & Out - que é tipo um Mc.Donnald's da California. Depois disso fizemos uma visita ao Walmart, pra Clarice conhecer as maravilhas de uma loja de departamento americana! ;)
E entao, pra finalizar fomos a Newport Beach encontrar com os tios dela, e o céu nos abencoou com um lindo por do Sol nesse nosso ultimo dia em Orange County.
E entao, no dia 2 saímos beem cedinho de Irvine e fomos de Highway 5 de volta pra San Francisco. 7 horas dirigindo e a viagem foi muito tranquila. Ao chegar em SFO nós fomos direto pro Aeroporto deixar o carro. Daí pegamos o metrozinho do aeroporto direto pra cidade (dura uns 35 minutos ate o centro).
La do centro pegamos um taxi que nos levou pro hostel que a gente ficou ( USAHostels ).
Descansamos um pouco e antes de escurecer partimos pro Pier 39 e ficamos andando pelo centro ate dar a hora de ir pra Chinatown econtrar meu primo pra um ultimo jantar juntos. Foi num restaurante chines típico e olha, que esquisiiito! Muito muito bom, mas esquisito! hahaah.
No dia seguinte, nosso ultimo dia na California (dessa vez, por que voltaremos!). Acordamos cedo e ja comecamos bem: Pegamos 2 onibus ate a Golden Gate Bridge!! Um pouco perdidas no caminho, talvez.. hahaahha.
Andamos até mais ou menos o meio e voltamos. Que vento!! Mas o dia estava extraordinariamente limpo e lindo com ceu azul!
Depois de sermos confundidas com atrizes americanas , ou qualquer outro tipo de hipótese que voces quiserem dar , ja que uma mulher comecou a falar em chines sem parar e quis tirar fotos com a gente(?) , nos pegamos outro onibus e fomos parar no Golden Gate Park , que é tipo um Central Park de SanFran. Fomos ao parque Chines, andamos por ali , tiramos fotos.
Daí pegamos outro onibus e partimos para ver as casas em fileira que aparecem no 'Tres é demais'. De lá , outro onibus , um pouco mais de andança e ... pegamos o Trolley !!! Yay ! (É um mini trenzinho elétrico?, nao sei como descrever).
Saltamos no ponto final, no centro da cidade. De lá andamos para o Pier 39 de novo, vimos as Focas (taaao fofinho!!) . Um último por do sol lindo e voltamos pro Hostel, pegamos nossas malas , entramos no Transfer e chegamos no Aeroporto. Deu tristeza que acabou, deu alegria porque realizamos esse sonho tao magico e essa viagem única de uma vida , juntas.
E de lá cada uma seguiu seu caminho : Cla pra Miami e eu de volta pra MA, pra pior despedida que ja vivi...
Mas aí fica história pra outro post....

Segue o vídeo que fiz da viagem , com fotocas e vídeos!



Espero que tenham gostado!!!

Proximo post vai ser sobre meus quatro dias em MA e a conclusao dos 13 meses mais mágicos que alguem pode ter tido na vida.

Um beijo ENORME em todas.

domingo, 1 de abril de 2012

Hello California ! Janeiro - Parte 2



Meninas, a minha viagem pra California foi muito maravilhosa!!! Cheia de aventuras e *cof* perrengues ! Hahahaha!
Vou comecar do comeco:
Entao, estava eu em casa - em Massachusetts. Minhas passagens estavam compradas - e as da minha irma/amiga Clarice tambem. Ela ia sair daqui do Brasil no dia 19 - e nos duas iamos chegar em San Francisco no dia 20.
Nos planejamos muito, muito essa viagem. Era um sonho nosso, California. Duas semanas , 14 dias inteirinhos pras ver a 'terra do sol' e as locacoes da nossa serie favorita de quando eramos adolescentes: The O.C !
So que o que acontece? Dia 17 recebo uma mensagem da Cla , dizendo que ela ta doente. Ai meu Deus! E' Uruca!
Olha, baixou um Santo em mim - eu fiquei muito calma. Minha madrinha - mae dela , chorando. Clarice chorando. Alistair chorando. Amanda olhando. E eu , calma.
Ok, Clarice ta doente. Mas quanto doente? Muito doente. Ta no hospital. Nao vai viajar. Ai puta que me pariu. Cancelo carro , cancelo hoteis. O que vamos fazer? Ah, agora pode viajar daqui a uma semana? Bom, melhor que nada. Pera ... Agora nao pode mais viajar. Vamos cancelar a viagem? Nao! Ta melhorando, ufa. Fica boa logo! Resolvido: Viagem adiada, mas so por tres dias. Ligo pro carro de novo, ligo pros hoteis. Quero reservar tudo de novo, mas pra tres dias depois moca!
Eu nao mudei minhas datas nao. Acabei ficando na casa do meu primo em San Francisco - e foi uma cidade muuito linda. Tem uma alegria tao boa, tem cultura, tem sonho!
Uma amiga minha, a Anke, que fez treinamento comigo , por coincidencia estava la viajando tambem, entao um desses tres dias a gente passou junta. Foi maravilhoso reve-la! Meu primo passeou comigo por la, me levou nos pontos mais interessantes. Deu pra conhecer um bom bocado em pouco tempo! O sistema de transporte la e' fantastico, serio. Fui a museus , vi as focas no Pier 39, fui na Coit Tower, fui no Golden Gate Park, fui andando por ali e por aqui , tirando fotos, aproveitando tudo! O tempo la nao tava tao bom, mas deu tudo certo.
Finalmente, chegou dia 23 trazendo Clarice e o sol! E comecamos nossa Road Trip!
Sai da casa do meu primo cedo de manha e fui pro aeroporto. Pra variar, cheguei la antes da hora - eu sou muito pontual. ahahahah!
Fiquei morgando no aeroporto um pouquinho. O aviao aterrisou, mas que demora!
Finalmente , la veio. Minha melhor amiga, minha irmazinha, meu anjo ! Sorriso de ca, sorriso de la , abraco infinito. Aaaaaai que saudade!
Pegamos alguma coisa pra comer e fomos pegar o carro.
Alugamos o nosso pela Fox Rent a Car. Custou carinho, porque eramos so nos duas e porque eu tenho menos de 21 anos. Mas valeu a pena.
Tinha levado o gps, mas nunca tinha usado. Quando saimos do aeroporto, o bendito nao me dizia pra onde ir direito! Jesus! Da uma luz! Paramos num posto. Concertamos? Concertamos. Vamos la.
Entro na Highway de novo. Concertamos nada. Saimos da estrada de novo. Paramos.
Agora vai!!!
Gps funcionando direitinho, maravilha! Highway 1 , aqui vamos nos!!!
Dirijo por duas horas e tantinho - chegamos! Primeira parada: Santa Cruz ! Foi um belo hotel, maneirissimo. Tanto eu como Cla estavamos exaustas e so queriamos ficar pelo hotel e bater papo e matar a saudade!
Ficamos duas noites la. Passeamos pela cidade, vemos o mar da California, oba! Tambem visitamos Capitola , que e' uma cidade vizinha. Tudo muuuito fofo!!
Depois de nossas duas noites la , acordamos bem cedinho e partimos para o nosso segundo destino: Santa Barbara!
A viagem ate Santa Barbara e' um chaozinho, entao planejamos varias paradas para esticar as pernocas no caminho. Primeiro paramos na cidade de Monterrey e visitamos o aquario. O preco e' salgado pra entrar, mas foi o aquario mais bonito que ja visitei. Muito bem localizado e organizado. Depois de andar bastante pelo aquario , vamos almocar no restaurante Bubba Gump ( feito por causa do filme 'Forrest Gump'. Muiiiiito bom!
Depois do almoco pegamos o carro , tenho a ideia iluminada! de encher o tanque(voces vao ver daqui a pouco o porque) e seguimos para Highway 1 de novo. Uma hora dirigindo e mais uma parada : praia da areia rosa( Pfeiffer Beach) , em Big Sur. La e' MUITO MUITO bonito, Vale muito a pena ir. E' meio escabroso pra chegar la, hahaha. Mas uma vez la, tem banheiros e um estacionamento bacana.
Quando sentamos no carro de novo, eu ja estava cansada, Cla tambem. Mais tres horas no maximo e chegamos em Santa Barbara! Vamos que vamos, estamos quase la.
Nem estavamos quase la. Depois de dirigir mais uns 40 min (ne, Cla?) nos deparamos com uma placa cruzando as duas vias da estrada: ESTRADA FECHADA . WHAT THE HELL!!! Paro o carro, incredula. Um carro que estava vindo atras da gente para do meu lado. Nos dois abaixamos a janela e todos se olham, boquiabertos.
E agora, Chaves? Vem um carro de um trabalhador e ele avisa: Teve deslizamento de pedra, so da pra sair daqui dando meia volta.
E agora e' que nao tem outro jeito de sair. Duas horas ate Monterrey, voltando tudo - e o por do sol ali , imponente e fantastico.Achando graca da nossa situacao.
Olha, o telefone nao estava pegando, eu nao estava acreditando que a gente ia ter que voltar tudo, meus pes ja estavam ficando cansados. Mas aquele por do sol , o riso na boca, naquela estrada cheia de curvas , dirigindo , ouvindo musica com minha melhor amiga do lado: tem poucas memorias na vida de uma pessoa assim.
Dirijo ate Monterrey em duas horas que ja no final pareciam infinitas.
Quando chegamos la, o gps nos informa: mais tres horas e quarenta e cinco minutos ate Santa Barbara?! Paramos e recomecamos no dia seguinte? Ai nao, vamos tudo hoje que se eu acordar amanha sabendo que vou ter que dirigir mais um montao eu arreio! Hahahahaha!!!
Faltando duas horas, paramos pra abastecer e pra comer. Ai, Mc Donnald's . Voce bem que me salvou, hein? ;)
Finalmente, chegamos em Santa Barbara!!!!! Durmo que e' uma beleza, o hotel la muuuito bonitinho.
Santa Barbara parece aquelas cidades de filme. Um visual estonteante. Passeamos um bocado por la, andamos pelo centro, comprei um tenis liiindo , tomamos Frozen Iogurt - meu favorito.
Passou beeem rapido nossos dois dias la. Quando vimos ja era a noite de fazer as malas de novo pra ir embora de manha cedinho. Nos despedimos de Santa Barbara com um jantar japones magnifico , OBA!
De manha entramos no nosso lindo companheiro - rumo a ORANGE COUNTY!!!
Com direito a Malibu e Santa Monica e Palos Verdes no caminho. Malibu e' bem sem gracinha, vale ir so pra ver , mas nada de mais. Ja Santa Monica e' LINDO. Tem um Pier maravilhoso!!! Provamos 'Corn Dogs' nesse pier, mas e' meio eca. Andamos por la, tiramos foto com um cara todo de verde - E.T? Tiramos foto de maquina 3x4 - aquelas bem de filme, preto e braco, sabe? Compramos cartoes postais , andamos mais um pouco, sentimos o vento no cabelo. Ai partimos.

Proxima parada : Palos Verdes, o primeiro set. de The O.C que visitamos...Mas ai ja e' historia pra oooutro post!!!

PS:
E agora, se preparem: nos procuramos no google sobre o deslizamento de pedras na Highway 1. Adivinhem quando ele aconteceu? Ha tres dias - exatamente no mesmo dia, e mais ou menos na mesma hora que estariamos passando por ali - SE a Clarice nao tivesse ficado doente. Agora, se ia acontecer algo de fato, a gente nunca vai saber, mas.... O que e' pra ser vai ser, nao e' assim?


Espero que tenham gostado, tem muito mais nessa aventura ainda!!!
Beijo enorme!!!
Maira.

quinta-feira, 8 de março de 2012

Janeiro. Parte 1,

Estar longe de casa por 3 meses é uma aventura.
Estar longe de casa por 6 meses é uma história.
Estar longe de casa por 9 meses é pertencer a outro lugar.
Mas estar longe de casa durante um ano não é mais estar longe de casa, porque o lugar onde voce esta se torna sua casa e essa casa se torna seu lar.
É por isso que é tão difícil dizer adeus, porque eu não estou dizendo adeus a um lugar, eu estou dizendo adeus a uma vida.
Uma vida que é completamente diferente da que eu deixei há um ano.
Aqui eu também tenho amigos, eu também tenho uma família, eu também tenho um lugar.
Eu nao sabia que um ano poderia significar tanto antes de eu vir aqui e ter tido essa experiência. Eu subestimei a quantidade de coisas que você pode aprender em um ano, a quantidade de amor que você pode crescer pelas pessoas e pequenas coisinhas a sua volta.Eu deveria ter me dado conta antes, mas so foi agora que eu percebi.
E estou tão, tao triste por ir embora, e ao mesmo tempo eu estou tentando estar feliz por voltar. Estou animada e eu estou assustada. Eu tenho certeza e estou em dúvida.
A agência te explica como é que vai ser quando você chegar aqui, todo o drama e o choro e o 'eu quero voltar "que eu não cheguei a experimentar.
Mas eles não dizem nada sobre como é que vai ser para ir embora, então eu estou tentando descobrir por mim mesma.
As palavras que vou usar para tentar explicar são: estranho e confuso. Estranho e confuso se afastar de sua vida e dá-la a alguém, nesse caso a Amanda.
Estranho e confuso perceber que a criança que você ajudou a criar vai ser cuidado por alguém diferente.
Estranho e confuso saber que essa mesma criança não vai lembrar de você, mas você vai ter todas aquelas memórias guardadas tao fundo. Estranho e confuso ver a possibilidade de enfrentar sua antiga vida novamente, seus 'velhos' amigos descobrindo a nova você. Estranho e confuso perceber que nada aqui nos EUA e' meu. Nao e' mais meu quarto porque eu estou morando no quarto de hospedes agora, nao e' mais minha casa porque a partir de amanha vou ser visita, nao e' mais meu carro, nao e' mais meu host baby, meu lindo lindo amorzinho, meu nenem.
Estranho e confuso saber que mesmo sendo tão difícil dizer adeus eu não teria mudado nada. Não me arrependo de qualquer passo que eu tenha dado ou uma única palavra que eu disse. Não me arrependo de nenhuma decisão - e mais: me sinto bem com elas. Eu me sinto feliz com o tempo que eu tive para mim mesma, para as viagens que fiz e principalmente para as relações e amizades que criei. Sou grata, sou muito grata por essa oportunidade, por esse sonho, por esse ano inteiro.

Esse texto foi escrito por mim, em uma das minhas noites mais bonitas e mais tristes aqui, na noite em que eu completei um ano de estados unidos, na noite em que meus hosts fizeram um jantar e brindamos ao nosso ano maravilhoso e depois eles me deram um cartao com um monte de palavras lindas e falaram pra eu sentar no sofa e deram play num video que eles fizeram em minha homenagem (em geral nao e' a Au Pair que faz isso pras familias?!), a noite na vespera da Amanda chegar , a noite em que eu entrei no meu antigo quarto, ja vazio e me despedi, a noite em que dei boa noite pro Alistair e apertei ele bem juntinho e sussurei: foi tao maravilhoso te ver crescer, foi tao maravilhoso ser sua au pair. A noite em que eu percebi que eu em 4 semanas ia fazer minhas malas e ir e me perguntava: e' isso? E' isso. E' exatamente isso. E foi minha escolha.

Janeiro, janeiro. Como voce foi dificil. Quer dizer, como seu comeco foi dificil.

Eu tive uma conversa muito, muito importante com o Whit ,onde ele me falou que e' confuso e estranho pra ele e pra Anne tambem, ter alguem novo na casa, alguem que eles nao conhecem - mas que da mesma maneira que eles estavam abertos a me conhecer e a me deixar entrar na vida deles, eles tambem iam fazer isso com a Amanda. E que ele me agradecia por ser tao receptiva com ela, apesar de ser uma situacao muito dificil pra mim. E que ele sabia que eu estava sofrendo. E sem eu nem comentar que isso passava pela minha cabeca, ele me disse: a Amanda nunca vai ocupar o seu lugar e sua vida, porque so eu voce sabe ser Maira. E conversa vai, conversa vem, eu percebi que ele estava certo, e muita coisa do texto dai de cima que voces acabaram de ler ja nao fez mais sentido nenhum. So eu que vi o Alistair regurgitar e mamar e dormir no meu colo, juntinho. E engatinhar e andar e falar pela primeira vez. So eu fui na primeira aula de bebes, so eu troquei fraldas tao pequenininhas que pareciam de bonecas, so eu que vivi 2011 sendo Maira, que enfeitei meu quarto do meu jeito, que aprendeu a ser parte da familia deles e foi tocada com tantas coisas boas, tantas alegrias e tanta gentileza. Ninguem ia ocupar o meu lugar porque o que passou ja era passado e ficou nas memorias deles assim como ficou nas minhas.
E tendo amadurecido esse pensamento eu tive uma conversa muuuito honesta com a Amanda , porque eu tinha muitos sentimentos acontecendo e eu nao sou dessas pessoas que fica escondendo o que sente (na medida do possivel) , entao comecamos uma conversa no carro muito delicadamente , depois de um meeting na casa na nossa lcc - onde eu falei pra ela que eu tinha medo de que ela se igualasse a mim e fazer as coisas do jeito que eu faco e onde ela me falou que tinha medo de nao se igualar a mim, de nao conseguir fazer as coisas do jeito que eu faco.
Ou seja, nos tinhamos basicamente o mesmo medo mas em posicoes diferentes!!
Expliquei que tinha amadurecido meu jeito de pensar e que a minha experiencia foi muito unica do meu jeito e que a dela tambem ia ser , mas do jeito dela, de Amanda. Que ela nao deveria ter ciumes de mim e eu nao deveria ter dela, porque o que eu vivi foi diferente do que ela vai viver. Nao podemos comparar.
Depois de um abraco gostoso na garagem eu e ela nao tinhamos mais nada entalado. Essa noite foi a quebra de gelo total e fez bem pra nos duas. A gente aproveitou nossa semana juntas DEMAIS . Eu dei espaco pra ela se ajustar com o Alistair e deixei uma Pembroke com muita neva na sexta feira , dia 20 de janeiro , com o coracao tranquilo. Rumo a minha aventura de duas semanas na CALIFA!!! <3


Escreverei sobre a California no prox. post e ai farei um exclusivo com minha volta da CA e meus quatro ultimos dias em MA E sobre a volta pro Brasil!!!!

Um beijo ENORME!!!!



Last Photoshoot of Mr.Bear and TT.



''And the songbirds are singing,
Like they know the score
And I love you, I love you, I love you
Like never before''





Crazy Au Pairs United Association. hahaahah ;)

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Dezembro

Dezembro foi um mes especial demais. Jogo dos Bruins, Natal 1, meu aniversario de 20 anos no dia 18 , Presentes, Viagem pra Pittsburgh, Natal 2 , mais presentes e Ano Novo!!
Vamos comecar por partes?!
Os Bruins, pra quem nao conhece , e' o time de Hockey de Massachusetts.
Eu sou suuuper fa deles e os ingressos estavam muuito caros porque o time esta jogando muito bem(!!). Daaai, pra me fazer muito feliz, meus hostos compraram o ingresso pra mim na sessao vip e me deram de aniversario!! Fomos no dia 8 de dezembro, que e' na semana antes do meu aniversario.
Nao enfrentamos fila, ganhamos presente, teve uma moca pra perguntar o que eu queria pra comer, eles compraram cookies na forma de blusas do time pra que eu tivesse 'a sweet night' e de quebra meu hosto ainda contrabandeou um copao XL de Ice pra mim (nos EUA eu quase nunca bebo em publico porque sou menor). Os Bruins jogaram muito ferozes mas perderam. Por mim tudo bem , foi um jogo suado e com muita garra!!! :)
Na volta pra casa eu e minha hosta estavamos alegrinhas , alegrinhas. Ficamos no carro por quase 2 horas por causa de um engarrafamento bizarro - mas me diverti TANTO, rimos tanto juntos que passou rapidinho. Gotta love my host parents.

Na semana seguinte, tivemos uma sequencia de eventos!
Dia 16, sexta, meus hostos pediram pra eu convidar quem eu quisesse pra jantar, pra ser meu jantar de aniversario!
Ai chamei a Joanna e a Anna ( meus amooores ) e elas foram la pra casa.
Os meus hosts trouxeram elas de Boston e eu tava em casa com o Alistair. Quando elas chegaram eu me aprontei , meu hosto ficou em casa com o Alistair e la se foram as mulheres pro japones!!!
Escolhi meu restaurante japa favorito, o Sushi Joy - e gente, minha hosta pediu MUITA comida. Nos quatro comemos muito, muito. Voltamos pra casa rolando! Sushi Coma. Dormimos no quarto de hospedes juntas , foi maravilhoso.
No dia seguinte eu levei elas pra estacao e voltei pra casa pra me arrumar pro Natal 1, que foi o Natal que celebramos com a familia do meu hosto.
Ganhei um pacote de chocolates pelo Natal e um cartao e um Gifcard pro Itunes de aniversario , do irmao do meu hosto e uma calca de pijama pelo Natal e de aniversario um bracelete LINDO de vidro e prata com mapas de Rhode Island pra 'que eu sempre possa saber como voltar pra visita-la' , da Grammy. :')
Essa noite foi muito especial, meus hostos cozinharam um jantar delicioso e eu fiz a minha torta de maca de sobremesa (todo mundo AMOU!).

Dai veio domingo, dia 18 , meu aniversario!!!!
Combinei de ir a Boston com os amigos pra patinar no gelo e depois almocar. De presente de Deus, nevou um tiquinho de manha, rodopiei de alegria e senti os floquinhos cairem gelados na minha cara. Depois de nevar o ceu abriu todo- e sim, claro que era o dia mais frio do ano, hahahahaah, maaas fazer o que. Ir pra Boston e' toda vez lindo - com frio ou sem.
Patinar como sempre foi uma sensacao maravilhosa pra alma, e almocar meu prato favorito no Bertucci's depois de fazer exercicio tambem nao foi nada mal!!! Estar com os amigos e' sempre tao bom, ai ai.
De tardinha voltei pra casa , skypeei com minha avo - linda!!!!! - e com minha irma e meus primos. Todo dia recebi ligacoes do Brasil , muito gostoso. Depois de skypear desci pra jantar com meus hostos. No fim do jantar eles falaram pra eu ficar sentada , foram pra cozinha e trouxeram um cupcake de surpresa, com vela no topo e cantando 'Happy Birthday Maira'. <3 Aiiiinnn como eles sao maravilhosos. Mais presentes! Dessa vez um cartao e um filme (Rio!). Fui dormir com o coracao tao leve, tao satisfeito.

E pra completar meu aniversario, eu recebi uma surpresa do Brasil!!!!! Uma caixa linda que me fez chorar de alegria. Tinha guloseimas, presentinhos e muitas, muitas cartas cheias de palavras lindas e amigas das minhas amigas, do pessoal da minha faculdade, da minha familia... OBRIGADA!!! Em especial a minha irma Clarice! :)

No dia 21 eu fui num Ballet em Boston - O quebra nozes. Foi MUITO bonito, muito. Sai do teatro com a alma leve!

Dia 22 eu meus hostos e TT jantamos juntos e depois do jantar fizemos entrega dos presentes de Natal!!!! Pra Anne eu dei um anjo de madeira que tem as maos juntas abaixo de um mini coracaozinho de ouro - e' o anjo da recordacao. Minha hosta faz colecao e amou! Colocou na prateleira em cima da lareira junto com os outros! Pro Whit eu dei um HD externo com todas as fotos e videos que ja fiz do Alistair e uma pasta com as musicas favoritas dele e da minha hosta. Pro Alistair eu dei um conjunto de bolas de sabao especiais - nao sei o que tem na mistura, mas quando voce assopra saem MUITAS e elas ficam no chao/na sua roupa/no seu cabelo por MUITO tempo, e' bizarro.
A palavra favorita dele e' 'Bubble'. Eu ja tinha contado que ele agora FALA?!?!?! Pois e', ele esta tao lindo, tao crescido. Ai depois que eu entreguei o presente ele ficou: 'bable , bubul!' , fofura.
E pra completar eu tambem dei um dvd de um filme que eles tinham falado sem paraaar que gostavam e que a gente tinha que assistir junto.
E eu ganhei... se preparem:
*Photoshop Essencials (!!!!!!!) - eu NEM acreditei quando ganhei.
*uma case pro meu notebook
*um conjunto de pijama (que eu tinha mencionado que ia comprar , hehehe, minha hosta e' muito sagaz.)
*uma calca social
*um casaco de linho, social
E dentro da meia de Natal:
*Chocolates
*um cartao pro Itunes
*chiclete
*meia de ficar em casa
*aquela escova/espelho
*um brinco de vidro soprado com as cores do Brasil

Foi uma troca de presentes MUITO bonita. Eu e eles percebemos o quanto a gente se conhece, sabe? Foi tudo surpresa e foi MUITO gostoso. Me senti muito querida, muito abencoada.

No dia 24 a gente acordou cedo e fomos pra Pittisburgh,PA - que e' de onde a Anne vem. La nos ficamos num hotel e passamos o natal com a familia dela. Eu chamo os avos do mesmo jeito que os outros netos, e' muito engracado. Em nenhum momento eu me senti deixada de lado , infeliz ou queria estar em casa... Muuuito pelo contrario! Ganhei mais presente !! Um par de brincos , uma viseira dos Steelers e um conjunto de scrapbook/album de fotos de amigo oculto. E ainda ganhei um liindo cartao da Great Gram , com um monte de palavras lindas. Na hora da ceia eu fiquei na mesa dos adultos e meus hosts ficaram na mesa das criancas!! kkkkkk!! xD ai ai ai ... como eu amei esse Natal! :)
La depois do Natal eu trabalhei duas noites, mas so olhando a baba eletronica porque o Alistair ja estava dormindo. E de quebra num dos dias depois do Natal eu fui pro centro de Pittsburgh e me encontrei com a Isabel (uma amiga do treinamento que eu nao via faz um ano). Quando ela foi me deixar na casa da tia da Anne ainda fomos convidadas a entrar e fizemos uma social como todo mundo la... comemos umas tortas extraordinarias!!! :)

Voltamos pra casa no dia 29.
Dia 30 foi aniversario da Anne ! Linda! :) Parabens pra ela, ne?

Dia 31 eu fui pra casa da Anna. A Alex tava la (!! yayy) e mais duas amigas delas chegaram. A gente foi pra casa de um amigo delas , o Wesley. La conheci tambem o Brandon e o Matty. Fomos primeiro jantar num restaurante brazuca , yayyy!!! E depois pra uma festa beeeem americana! Com copos de papel e tiaras com os dizeres ' Happy New Year ' , virei o ano com muita esperanca para que 2012 seja lindo e cheio de memorias maravilhosas.

Um beijo enorme a TODAS!

Video de 12 meses nos EUA!!! :)




PS IMPORTANTE!!! :
Nao desisti do blog, ok?!?! Vou postar sobre janeiro ainda e minha INCRIVEL viagem para California e sobre a dificuldade que foi dizer Adeus em Fevereiro.
Ocorreu um erro neste gadget